Mexico 1986

Você sabia que a Copa do Mundo de 1986 era para ser disputada na Colombia? E que após a desistência da Colombia, José Sarney também recusou organizar o Mundial? Pois é. A copa de 1986 tinha como sede o nosso vizinho setentrional, porém graves problemas economicos fizeram com que os colombianos desistissem da candidatura. O previlégio ficou para o Mexico que após 16 anos voltaria a organizar um mundial. Mas como organizar um mundial depois de um terremoto que devastou a capital do país um ano antes do Mundial? Simples… Com a ajuda do povo. Numa reprise do que aconteceu em 1962 todo um povo se esforçou para receber as melhores seleções de futebol do mundo para mais uma copa do mundo. E certamente foram recompensados pelo seu esforço e dedicação.
Craques do quilate de Maradona, Platini, Zico, Laudrup, Butragueño, Lineker, Rummenigge e outros, abrilhantaram o mundial com jogadas, jogos e gols sensacionais. A competição ficou marcada pelo dominio da Argentina, pelo sensacional jogado pela seleção da Dinamarca e pela consagração de Diego Armando Maradona como maior jogador do planeta e sua “mano de Dios”. A copa trouxe novidades. O sistema de classificação para as semifinais que desde 74 era decidido com novos grupos, voltou a ser disputado no sistema de mata mata, a partir das oitavas de final até a final.
A primeira fase da copa foi marcada pela incrivel seleção dinamarquesa, a Dinamáquina (ou Dinamyte para os gringos), que com tres vitorias sensacionais, 6×1 no Uruguai, 1×0 na Escocia e 2×0 na Alemanha, passou de um humilde estreante em copas no maior favorito a conquista da competição. Infelizmente para eles o sonho acabou contra a Espanha que com uma sonora goleada, 5×1 com quatro gols de Emilio Butragueño, mandou os nordicos de volta para casa.
Mas o grande destaque da copa foi mesmo a seleção argentina. Comandada por Maradona a seleção portenha dominou o mundial levando a loucura os torcedores mexicanos com lances magicos e gols antologicos até a conquista do titulo, numa emocionante final contra os alemães. Com a ajuda dos coadjuvantes Jorge Valdano e Jorge Burrochaga, Maradona só não fez chover em territorio mexicano. O auge dessa apresentação de gala foi no jogo contra a Inglaterra do artilheiro Lineker. Claramente motivados após a derrota na guerra das Malvinas, os argentinos entraram em campo com o orgulho ferido e dispostos a vencer os ingleses de qualquer maneira. Nesse jogo Maradona fez dois dos gols mais comentados da história das copas, os gols da vitória diga-se de passagem. O palco nao podia ser melhor do que o monumnetal estádio Azteca. 115 mil pessoas acompanharam o jogo. Viram um primeiro tempo amarrado e sem chances de gol e um segundo tempo histórico. Muito disso pelo que ficou conhecido como o gol de la mano de Dios. Aos dez minutos do segundo tempo, após tentar cortar um lançamento de Maradona o beque ingles chutou para cima em direção ao seu proprio gol. Dieguito que continuou acompanhando a jogada subiu para dividir com Shilton e como num passe de mágica levou sua mão esquerda à bola enconbrindo o goleiro e marcando o gol. Arbitro e bandeira, para desespero dos ingleses, não viram e confirmaram o gol. Mas o melhor viria cinco minutos depois. Como que para compensar a todos que estavam no estádio, Maradona dominou a bola no campo de defesa da argentina, com um corte driblou Beardsley e Reid, el pibe carregou a bola para o campo de ataque cortou Butcher pelo meio, driblou Fenwick invadindo a área, passou pelo goleiro Shilton e quando Butcher tentava o desarme com um carrinho, Maradona com um leve toque com o bico da chuteira esquerda, marcou o gol mais bonito da história das copas. Cinco jogadores, sendo um deles duas vezes, 60 metros de arrancada e um gol antologico.
Contra a Belgica na semifinal mais dois gols e vaga na final contra a Alemanha e depois de otimo jogo de futebol onde a Argentina abriu 2×0 com Brown e Valdano e sofreu o empate em sete minutos com Voeller e Rummenigge, foi decidido novamente por Maradona, que aos 38 minutos do segundo tempo num toque rapido se livrando da marcação, deixou Burrochaga na cara do gol para marcar o gol do título. Oito anos depois a Argentina chegava ao seu segundo titulo com meritos e com a estrela de Don Diego Maradona.

O BRASIL

Com uma seleção envelhecida e com alguns problemas de relacionamento, Leandro pedira dispensa em solidariedade a seu amigo Renato Gaucho, o Brasil foi ao Mexico com a lembrança de 16 anos antes em busca do tetra campeonato. Apesar da boa campanha, vitórias contra Espanha por 1×0, Argelia também por 1×0, Irlanda do Norte por 3×0 e Polonia por 4×0, a seleção de Tele Santana novamente é eliminada do mundial depois de um jogo emocionante. Nas quartas de final o Brasil enfrentou a França de Platini. Um time forte e que vinha de otimas campanhas na Eurocopa, Olimpiadas e Copa da Espanha e que queria muito o titulo mundial para corar a geração de Platini e cia. Careca abriu o placar para o Brasil após linda linha de passes com Muller e Junior. Com 1×0 no placar o time continuou atacando mas viu a França começar a pressionar em busca do empate. E o empate veio depois de uma jogada pela direita completada por Platini. O jogo continuou pegado com muitas chances de ambos os lados até que aos 20 minutos do segundo tempo, Branco invade a área e sofre penalti de Batz. Zico, que havia entrado cinco minutos antes e dado o passe para Branco, foi para a bola. O goleiro Bats defendeu a pessima cobrança do Galinho de Quintino. O empate no tempo normal e na prorrogação levou o jogo aos penaltis. Julio Cesar e Socretes para o Brasil e Platini para a França perderam suas cobranças e Luiz Fernandes conferiu a ultima cobrança francesa encerrando novamente com o sonho de tetra do Brasil e dando fim a uma geração muito boa que infelizmente nao ganhou nada importante vestindo a camisa amarela.

NUMEROS DA COPA

Campeão: Argentina
Vice: Alemanha Ocidental
Terceiro: França
Quarto: Belgica
Artilheiro: Gary Lineker (ING) – 6 gols
Gols marcados: 132 (2,5 por jogo)
Publico: 2.393.331 (46.026 por jogo)

Argentina - Bicampeã mundial

Golaço

Um Comentário para Mexico 1986

  • RODOLFO  disse:

    Amém…. VIVA DIEGO…. Comentem!!!

Responder


*

Você pode usar as seguintes tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>