займы онлайн наличными микрозаймы онлайн наличными займы онлайн микрозаймы онлайн срочные займы онлайн наличными срочные микрозаймы онлайн наличными займ онлайн микрозайм онлайн займ онлайн наличными микрозайм онлайн наличными

Mexico 1986

Você sabia que a Copa do Mundo de 1986 era para ser disputada na Colombia? E que após a desistência da Colombia, José Sarney também recusou organizar o Mundial? Pois é. A copa de 1986 tinha como sede o nosso vizinho setentrional, porém graves problemas economicos fizeram com que os colombianos desistissem da candidatura. O previlégio ficou para o Mexico que após 16 anos voltaria a organizar um mundial. Mas como organizar um mundial depois de um terremoto que devastou a capital do país um ano antes do Mundial? Simples… Com a ajuda do povo. Numa reprise do que aconteceu em 1962 todo um povo se esforçou para receber as melhores seleções de futebol do mundo para mais uma copa do mundo. E certamente foram recompensados pelo seu esforço e dedicação.
Craques do quilate de Maradona, Platini, Zico, Laudrup, Butragueño, Lineker, Rummenigge e outros, abrilhantaram o mundial com jogadas, jogos e gols sensacionais. A competição ficou marcada pelo dominio da Argentina, pelo sensacional jogado pela seleção da Dinamarca e pela consagração de Diego Armando Maradona como maior jogador do planeta e sua “mano de Dios”. A copa trouxe novidades. O sistema de classificação para as semifinais que desde 74 era decidido com novos grupos, voltou a ser disputado no sistema de mata mata, a partir das oitavas de final até a final.
A primeira fase da copa foi marcada pela incrivel seleção dinamarquesa, a Dinamáquina (ou Dinamyte para os gringos), que com tres vitorias sensacionais, 6×1 no Uruguai, 1×0 na Escocia e 2×0 na Alemanha, passou de um humilde estreante em copas no maior favorito a conquista da competição. Infelizmente para eles o sonho acabou contra a Espanha que com uma sonora goleada, 5×1 com quatro gols de Emilio Butragueño, mandou os nordicos de volta para casa.
Mas o grande destaque da copa foi mesmo a seleção argentina. Comandada por Maradona a seleção portenha dominou o mundial levando a loucura os torcedores mexicanos com lances magicos e gols antologicos até a conquista do titulo, numa emocionante final contra os alemães. Com a ajuda dos coadjuvantes Jorge Valdano e Jorge Burrochaga, Maradona só não fez chover em territorio mexicano. O auge dessa apresentação de gala foi no jogo contra a Inglaterra do artilheiro Lineker. Claramente motivados após a derrota na guerra das Malvinas, os argentinos entraram em campo com o orgulho ferido e dispostos a vencer os ingleses de qualquer maneira. Nesse jogo Maradona fez dois dos gols mais comentados da história das copas, os gols da vitória diga-se de passagem. O palco nao podia ser melhor do que o monumnetal estádio Azteca. 115 mil pessoas acompanharam o jogo. Viram um primeiro tempo amarrado e sem chances de gol e um segundo tempo histórico. Muito disso pelo que ficou conhecido como o gol de la mano de Dios. Aos dez minutos do segundo tempo, após tentar cortar um lançamento de Maradona o beque ingles chutou para cima em direção ao seu proprio gol. Dieguito que continuou acompanhando a jogada subiu para dividir com Shilton e como num passe de mágica levou sua mão esquerda à bola enconbrindo o goleiro e marcando o gol. Arbitro e bandeira, para desespero dos ingleses, não viram e confirmaram o gol. Mas o melhor viria cinco minutos depois. Como que para compensar a todos que estavam no estádio, Maradona dominou a bola no campo de defesa da argentina, com um corte driblou Beardsley e Reid, el pibe carregou a bola para o campo de ataque cortou Butcher pelo meio, driblou Fenwick invadindo a área, passou pelo goleiro Shilton e quando Butcher tentava o desarme com um carrinho, Maradona com um leve toque com o bico da chuteira esquerda, marcou o gol mais bonito da história das copas. Cinco jogadores, sendo um deles duas vezes, 60 metros de arrancada e um gol antologico.
Contra a Belgica na semifinal mais dois gols e vaga na final contra a Alemanha e depois de otimo jogo de futebol onde a Argentina abriu 2×0 com Brown e Valdano e sofreu o empate em sete minutos com Voeller e Rummenigge, foi decidido novamente por Maradona, que aos 38 minutos do segundo tempo num toque rapido se livrando da marcação, deixou Burrochaga na cara do gol para marcar o gol do título. Oito anos depois a Argentina chegava ao seu segundo titulo com meritos e com a estrela de Don Diego Maradona.

O BRASIL

Com uma seleção envelhecida e com alguns problemas de relacionamento, Leandro pedira dispensa em solidariedade a seu amigo Renato Gaucho, o Brasil foi ao Mexico com a lembrança de 16 anos antes em busca do tetra campeonato. Apesar da boa campanha, vitórias contra Espanha por 1×0, Argelia também por 1×0, Irlanda do Norte por 3×0 e Polonia por 4×0, a seleção de Tele Santana novamente é eliminada do mundial depois de um jogo emocionante. Nas quartas de final o Brasil enfrentou a França de Platini. Um time forte e que vinha de otimas campanhas na Eurocopa, Olimpiadas e Copa da Espanha e que queria muito o titulo mundial para corar a geração de Platini e cia. Careca abriu o placar para o Brasil após linda linha de passes com Muller e Junior. Com 1×0 no placar o time continuou atacando mas viu a França começar a pressionar em busca do empate. E o empate veio depois de uma jogada pela direita completada por Platini. O jogo continuou pegado com muitas chances de ambos os lados até que aos 20 minutos do segundo tempo, Branco invade a área e sofre penalti de Batz. Zico, que havia entrado cinco minutos antes e dado o passe para Branco, foi para a bola. O goleiro Bats defendeu a pessima cobrança do Galinho de Quintino. O empate no tempo normal e na prorrogação levou o jogo aos penaltis. Julio Cesar e Socretes para o Brasil e Platini para a França perderam suas cobranças e Luiz Fernandes conferiu a ultima cobrança francesa encerrando novamente com o sonho de tetra do Brasil e dando fim a uma geração muito boa que infelizmente nao ganhou nada importante vestindo a camisa amarela.

NUMEROS DA COPA

Campeão: Argentina
Vice: Alemanha Ocidental
Terceiro: França
Quarto: Belgica
Artilheiro: Gary Lineker (ING) – 6 gols
Gols marcados: 132 (2,5 por jogo)
Publico: 2.393.331 (46.026 por jogo)

Argentina - Bicampeã mundial

Golaço

Um Comentário para Mexico 1986

  • RODOLFO  disse:

    Amém…. VIVA DIEGO…. Comentem!!!

Responder


*

Você pode usar as seguintes tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

займы онлайн займы наличными онлайн займы на карту онлайн