Japão/Coreia do Sul 2002

A copa do renascimento. A copa de Ronaldo. O mundial de 2002 ficou marcado por ser o primeiro torneio realizado em solo asiático e com a organização dividida entre Coreia do Sul e Japão. Além disso a copa marcou o renscimento das cinzas de Ronaldo. O atacante brasileiro que ficara parado por dois anos se recuperando de uma gravissima lesão no joelho, se recuperou a tempo e calou todos os criticos desconfiados com gols e com a artilharia da copa. Foi a copa de outros craques consagrados, como Zidane, Figo, Raul, Totti, Del Piero e muitos outros.
As decepções da copa ficaram por conta da Argentina que saiu eliminada ainda na primeira fase do grupo da morte, grupo que contava com Suécia, Inglaterra e Nigeria, e da França que se tornou o primeiro campeão mundial a ser eliminado ainda na primeira fase e com o onus de nao ter marcado um misero gol para contar história. Alem das seleções muito se fala da arbitragem nessa copa. Belgas e turcos reclamam até hoje de erros grosseiros a favor do Brasil em seus jogos, e o mundo todo reclama da arbitragem pro Coreia do Sul que levou os asiaticos até a semi final com vitorias contestadissimas contra Italia e Espanha nas oitavas e quartas de final.
A final marcou o primeiro encontro entre Brasil e Alemanha em copas. Apesar de o Brasil ter enfrentado a antiga Alemanha Oriental em 1974, nunca na história das copas os gigantes Brasil e Alemanha haviam se enfrentado em jogos válidos pela copa do mundo. A Alemanha chegava a final depois de uma regular onde somente o resultado contra a Arabia havia destoado. 8×0 nos arabes para depois encaixar uma sequencia de jogos marcados pela tradicional força alemã e jogos decididos com o placar minimo. Para o jogo final a Alemanha ia desfalcada de seu grande jogador, Ballack, e com todas as esperanças voltadas para seu goleiro eleito o melhor jogador e o melhor goleiro da competição. O que eles nao esperavam era que o goleiro sensação falhasse, e que essa falha fosse nos pés de Ronaldo. Ronaldo que saiu do mundial como o chuteira de ouro quebrando uma escrita de 24 anos onde o artilheiro da competição invariavelmente fez seis gols durante o mundial. Seis gols o numero de gols que o fenomeno tinha feito até ali. E com os dois gols marcados na final se tornou artilheiro maximo com 8 gols. 2×0, penta-campeonato garantido e muita festa para o onze canarinho. Era a familia Scolari dando as cartas para o mundo.

O BRASIL

Como diria o outro, a sorte acompanha quem trabalha. E o sorteio dos grupos para a copa do mundo nao poderia ser melhor para o Brasil. Turquia, China e Costa Rica cairam no grupo brasileiro, facilitando demais a vida dos brasileiros. Mas engana-se quem acha que foram mil maravilhas e somente facilidade que o Brasil encontrou. Logo na estreia contra a Turquia, um jogo truncado e equilibrado que só foi decidido após um erro clamoroso do juizao que marcou penalti numa falta claramente fora da área. A vitoria contra os turcos trouxe a tranquilidade necessária para as faceis vitórias contra a China por 4×0 e sobre a Costa Rica por 5×2. Melhor campanha e melhor ataque da primeira fase a seleção brasileira enfrentou uma surpreendente Belgica, e novamente com o auxilio da arbitragem que anulara um gol legitimo dos belgas, o Brasil venceu o jogo com gols do Ronaldo e Rivaldo. Ronaldo com cinco gols ja o artilheiro da competição e chamava a atenção dos adversários. Essa atenção praticamente o anulou no jogo contra a Inglaterra nas quartas de final abrindo espaço para os jogadores de meio campo. E com gols de Rivaldo e Ronaldo Gaucho o Brasil virou para cima dos ingleses conseguindo vaga na semi-final para enfrentar novamente o bom time turco. Num jogo ainda mais equilibrado que o da primeira fase turcos e brasileiros tiveram chances de seguir em frente, mas um toque genial de Ronaldo, no final do segundo tempo de bico, colocou o Brasil em vantagem dando vaga para mais uma final. A final foi diante da Alemanha. O jogo marcou a cansagração de um jogador que já era adorado mundo afora e passou a ser tratado como um dos genios do futebol moderno. Com dois gols de Ronaldo o Brasil conquistava seu quinto titulo e mandava para casa a esperança alemã de novamente se igualar aos brasileiros como o mairo campeão mundial da história.

NUMEROS DA COPA

Campeão: Brasil
Vice: Alemanha
Terceiro: Turquia
Quarto: Coreia do Sul
Artilheiro: Ronaldo (BRA) – 8 gols
Gols marcados: 161 (2,5 por jogo)
Publico: 2.705.197 (42.268 por jogo)

Os pentacampeões

3 comentários para Japão/Coreia do Sul 2002

  • ALAN  disse:

    Coringão

  • BEBE  disse:

    Ronaldo, sem joelho e artilheiro. Fenômeno mesmo!!!!

  • RODOLFO  disse:

    A volta por cima de Ronaldo….. Comentem!!

Responder


*

Você pode usar as seguintes tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>